quinta-feira, 29 de abril de 2010

Crianças Zumbis

Zinha,


Peciso dizer que descobri a minha razão de ser...
Este link a seguir contém uma coleção de fotos de crianças fantasiadas de zumbis. As coisinhas mais assustadoras e bonitinhas ao mesmo tempo.
Acho mesmo que deveria perder um tempinho da sua agenda para analisar as fotos. Segue uma amostrinha:




Bia (já colocando a fotinha acima como plano de fundo no note...)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

A Moda do Ballet


Ai, amiga, to numa fase super Ballet. E hoje, mais do que nunca, a moda vem sendo influenciada pela arte e pela dança.

Mas o ballet sempre trouxe pequenos detalhes para as passarelas e para a moda de rua. Entretanto, esse fenômeno nunca esteve tão aparente como nos tempos atuais. Hoje, a moda investe em sapatilhas, também conhecidas como bailarinas, tules, como tecidos leves para saias, laços, cabelos presos e milhões de outras coisinhas que são tendências originárias do ballet.

E independente do reflexo nas vestimentas, a leveza dos gestos, os penteados característicos, o ballet carrega a feminilidade e charme que qualquer mulher quer respirar.

Isso tudo, sem citar os filmes que trazem o ballet como protagonista ou mesmo com um coadjuvante. O direcionamento do enredo como em Billy Eliot ou mesmo no clássico Flash Dance enriquece a trama do filme e nos enche de vivacidade e feminice.

Atualmente, podemos ver nas salas de cinema A Rainha Branca de Alice, de Tim Burton, toques de ballet. Os trajes leves, a cor clara e até mesmo aos próprios gestos da personagem compõem o efeito ballet. Mas mais que isso, a atriz utiliza-se de um recurso sutil, mas visível, que são a expressão das mãos de bailarinas. A atriz Anne Hathaway exemplifica a graciosidade do ballet com este recurso, exagerando ao ponto de não mudar a posição das mãos em momento algum. Mas tai um ótimo exemplo de tal influência...

E vc, Marlinda? O que usa no seu dia-a-dia que seja influência das bailarinas??? Pq euzinha, sou toda sapatilhas, cabelos presos e postura!

Bia

Bibi,

Sabe por que eu gosto tanto de Arte Contemporânea? É que ela tem a capacidade de transformar qualquer coisa em tudo!
Tenho certeza que você vai entender minha interpretação e achar tão fofo quanto eu!!!

Eu adoro a série "Pictures of  Magazines" do Vik Muniz.



Ele conseguiu transformar aquelas bolinhas de furador insignificantes que a gente ou joga fora ou usa de confete do carnaval em uma grande imagem cheia de expressão.
Isso mesmo, ele pega aquelas pequenas bolinhas que ficam no fundo daquela maquininha de furar papel e vai montando a imagem, em seguida fotografa depois desmancha, sem apego, por que toda aquela trabalheira valei a pena, esta guardado e registrado em uma grande imagem ampliada cheia de vida!
Sem contar que as bolinhas que eram pequeninas se tornam grandes e fundamentais para deixar a gente tão feliz quando vê o resultado!

ai bia, hoje to assim, com o coração todo alegre!

Ai que saudades de você!

Aquela viagem que ainda não fizemos mas que foi ótima!

Biaaa!!!! Lembra daquela viagem que ainda não fizemos mas que foi ótima. To revendo as fotos e noss diário de bordo que vai ficar muito divertido!

Aquele dia em Kiev que a você deixou seu pêssanka (ovos pintados típicos do artesanato da Ucrânia) cair dentro do prato de Borsh (sopa de beterraba), e falou que eu tinha jogado praga (que inclusive é nosso próximo destino) por que eu queria o sei ovo, aquele era o ovo com a pintura mais linda da lojinha, vai ser engraçado. E no dia seguinte que a gente tava voltando daquele barzinho - cheio de homens grandes e fortes e machões e Ucrânianos de verdade - que no meio do caminho as luzes se apagaram, a gente já meio altinha dos drinks ficamos sem entender nada e quando chegamos no hotel a recepcionista nos contou que as 11 da noite as luzes se apagam como forma de econômia de energia, vamos passar o resto da noite bebendo vodka, jogando poker e no final um conto de terror pra acalmar e dormir.

Depois ainda vai ter Praga e Berlim!

Agente com certeza sempre se diverte e temos as melhores lembranças!
Amo ter você na minha vida, imaginação e viagens!

sábado, 24 de abril de 2010

Síndrome dos Vinte e Tantos Anos...

Oi, gatona! Muito obrigada pelos parabéns...
Bom, como vc bem sabe, eu fiz 28, mas já falo que tenho trinta desde sempre... E claro que isso me traz muitas críticas. Mas ntão eu explico que tenho na verdade 28, mas entrei na crise dos trinta desde os 24 e, para, talvez começar uma espécia de aceitação de tal idade, comecei cedo a falar logo que estava na casa dos trinta!
Mas enfim, meu aniversário foi de muito trabalho e de muito carinho. De muita saudades e carência, mas de muito acolhimento.
Então até queria aproveitar para agradecer aqui, muito, muito à minha família, meus amigos e à família Roche.
Mas enfim, no dia do meu aniversário, as pessoas me questionaram muito sobre esta minha tal crise e eu comentei que nunca encontrei um texto que dissesse tanto sobre essa fase "meio perdida" que a gente passa como "A Síndrome dos Vinte e Tantos Anos".
Não sei quem é o autor e não conheço quem saiba, mas como mencionei este texto entre alguns e me pediram para postar, deixo aqui então em homenagem à todos que se sentem como eu...

SÍNDROME DOS VINTE E TANTOS ANOS

A chamam de 'crise do quarto de vida'.
Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos.
Se dá conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado (a) etc..
E cada vez desfruta mais dessa cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco.
As multidões já não são 'tão divertidas'... E às vezes até lhe incomodam.
E você estranha o bem-bom da escola, dos grupos, de socializar com as mesmas pessoas de forma constante.
Mas começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo.
Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas que conheceu e que o pessoal com quem perdeu contato são os amigos mais importantes para você. Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor.
Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto pôde lhe fazer tanto mal.
Ou, talvez, a noite você se lembre e se pergunte por que não pode conhecer alguém o suficiente interessante para querer conhecê-lo melhor.
Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar. Talvez você também, realmente, ame alguém, mas, simplesmente, não tem certeza se está preparado (a) para se comprometer pelo resto da vida. Os rolês e encontros de uma noite começam a parecer baratos e ficar bêbado (a) e agir como um (a) idiota começa a parecer, realmente, estúpido.
Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado (a) e significa muito dinheiro para seu pequeno salário.
Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo. Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer.
Suas opiniões se tornam mais fortes.
Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras... Apenas com medo e confuso (a).
De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro... E com construir uma vida para você.
E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela.
O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse textos nos identificamos com ele. Todos nós que temos 'vinte e tantos' e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça... Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos...
Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro.
Parece que foi ontem que tínhamos 16... Então, amanha teremos 30?! Assim tão rápido?!
FAÇAMOS VALER NOSSO TEMPO... QUE ELE NAO PASSE!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Bibi xuxu beleza, Eu tava aqui pensando...
Se você me perguntasse na infância o que eu queria ser quando crescer eu ia responder no mínimo três opções completamente diferentes e na semana seguinte outras três opções mais diferentes ainda, mas eu era criança e não sabia, hoje eu sei que deveria ter seguido a carreira de atriz, dessas que canta, dança e representa, assim eu poderia ser tudo que eu sempre quis, princesa, bruxa, detetive, patricinha, vocalista de banda famosa e outras mil coisas que eu sempre quis. É mas eu cresci e não sou nada disso, mas eu sou muito melhor (principalmente quando eu sou pior), ai decidi que cada dia eu vou ser algum personagem, hoje eu fui Angelina Jolie como Lara Croft em Tom Rider, estava assim de shortinho, camiseta branca sequinha, rabo de cavalo e todas as minhas armas em mãos consegui fazer o impossível na produtora - sucesso - todos os dias vou me fantasiar usar elementos que lembram minhas personagens favoritas.

Tenho uma outra opção na vida também, quando começar a vender super poderes no mercado livre eu vou comprar um que me leve para a dimensão onde você vive o filme na duração dele, e ainda vou participar da promoção: Vá dez vezes no mesmo filme e ganhe um box premium com DVD, Trilha sonora e o Action figure do seu personagem autografado!!!

Eu esqueci de dizer que quis ser a Angelina como Lara Croft por que eu sou super parecida com ela e meu namorado é muito mais lindo que o dela!

Beijo pra Bia da Carol Zinha

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Super útil

Carol Guzella da Silva Sauro,

Se algum dia te perguntarem o nome de Dom Pedro II, decora aí pra vc falar com orgulho e na ponta da língua:


Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Bragança e Habsburgo!

Ufa!!!

Bia (já cansada do nomes...)

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Suiane Maria

Dear, olha que coisa surreal: tem uma super pessoa que faz os vestidos mais lindos do meu mundo no momento. E eu queria comprar O vestido (na verdade vários), mas não tinha mais o meu tamanho, pq cheguei tarde demais na existência da Suiane Maria...

Esta peça é da coleção passada. Mas sonhei que eu arrasava com o bendito vestido. E euzinha, como vc bem sabe, custo para gostar de coisas, pois sou meu estilo se encaixa no tradicional- extravagente-básico –bem modelado. As coisas que a Suiane faz são assim.

A designer e tem um senso artístico fantástico e encaixa feminilidade com a modelagem perfeita e uma paleta de cores incrível!

Nossa, se eu fosse sustentada de vestidos Suiane Maria, me tornava fácil modelo da marca pra sempre na minha vida forever and ever!

Amiga, acho que vc deveria comprar uma pecinha... Visita lá o site: http://www.suianemaria.com/

Bia (sonhando com o vestido...)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Vai dar Samba

Marlinda, hoje eu acordei pensando e arte. Na verdade, na definição de arte...

E vc, que játrabalhou com excelentes curadores deveria saber me dizer isso, ou pelo menso defender a sua idéia sobre a arte.

Porque pra mim, tudo pode ser arte. É artista quem quer!

Já dizia o pensador frânces Gilles Deleuze que "arte consite em liberta a vida que o homem aprisiona"!

E pra mim, tá decido e ponto final! ahahahha

Eu sempre quis ser artista, atirta de circo, atriz, cantora... seja o que fosse. Porque os artista são intelectuais do coração, tem sem sentidos apurados. Sempre achei que os artista sentiam mais. Não sei se mais, mais muito mais intensamente...

Enfim, tenho um primo que nunca conheci pessoalmente, mas ele é artista. E isso é uma afirmação.

E a pouco tempo ele participou de uma animação bem bacana, chamada "Vai dar Samba". A criação e a direção é de Humberto Avelar.

Então eu super queria compartilhar sobre esta animação com vc, pq os artista brasileiro, próximos de nós, mais do que nunca, merecem ter seus trabalhos divulgados assim...


Bisous, ma cherie.

Bia

Música para Casamentos

Quem tá proximo de mim, sabe que eu ando já há algum tempo numa fase casamento. Não, não, né, gata, Nada a ver com o meu, mas das pessoas que me cercam. Nunca estive numa fase que as pessoas que estão ao meu lado casassem tanto! Afffff

Mas enfim, tem uma pessoa bem querida que trabalha comigo que casa dia 17.abr. E claro euzinha, que adoro me envolver com certas coisinhas estou mega ajudando essa. A gente sentou pra fazer o check list dos dias pré-casório E uma coisa a ser mega discutida são as músicas para casamento.

Cada entrada num casamento religioso tem uma trilha sonora:

- Para entrada dos padrinhos, algo alegre, mas sem muito impacto

- Para entrada do noivo, uma música nobre e marcante

- Para daminhas e pajens, temas graciosos, alegres, infantis

- Para a entrada da noiva, algo bem trabalhado, pomposo, bem instrumentado. Quase piegas...

- Para a hora das alianças e assinaturas, música suave, somente para dar tom ao momento

- Para a saída dos noivos, algo com muito glamour, alegre e grandioso.

E é sobre este último momento que eu queria discutir com vc. Amiga, por que é que as pessoas teimam em colocar a música da moda neste momento??? É irritante.

A minha cunha-no momento noiva linda-em breve casadérrima foi num casório uma vez e disse que tocaram “Eu” do Pato Fu, simplesmente ao som de cielos e violinos. Achei super criativo e nada fugaz.

Eu sempre pensei que este é o momento para que seja colocada a música do casal, ou algo que faça menção à vida a dois, mas que faça jus ao gosto musical de ambos. Nada de música do filme ‘Casamento do meu Melhor Amigo’ ou ‘Pehaps Love’do incrível Plácido Domingos. Mas eu queria frisar que nem tiro o mérito de nenhuma dessas músicas, por favor.

Mas amiga, eu to te escrevendo que, por mais que eu nunca tenha querido casar na igreja, tá decidido, a música que eu gostaria muito de escutar neste momento seria “Happy Together” do The Turtles.

Siiiim, é piegas sim, mas ontem eu falei isso com essa amiga-noiva-quasecasada-sem trilhasonora... Essa música e algo que diz tudo e ainda levanta o humor da gente! Não é simplesmente uma música romântica. É uma música que se encaixa no momento e que ainda faz todo mundo querer dançar!

Então , me diz ae o que vc acha...

Bia (Feliz pra sempre – hoje)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Cultura Inútil

Gata, uma coisa para mudar a sua vida:

Enquanto nós brasileiros tomamos café da manhã (9 horas), os franceses almoçam (13 horas), os indianos tomam chá da tarde (17 horas), os tailandeses jantam (19 horas) e os australianos se preparam pra dormir (22 horas).

Bia (chocada...)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Labello


Oi, Marrânei!!!

Então, to super feliz da vida que chegaram meu Labellos.
Devo confessar que acho batom lindo, mas sou fã mesmo dos protetores labiais. Talvez porque tenho a pele e os lábios ressecados, mas eu acho que, além de substituírem facilmente os batons, os bons lip sticks, além de cor, restauram nosso lábios!




Fonte: site Labello


A Labello foi criada em 1909 e foi primeiramente introduzida na Alemanha, Suíça e, na época, Áustria – Hungria. E a palavra labello é derivado do latim: labium (lábios) e bellus (belos). A empresa hoje é uma das maiores do mundo!!!

Claro que temos boas opções de protetores labiais aqui no Brasil. Um dia até vi comentando que os lip sticks da Nívea (também alemã) são produzidos pela Labello.

O bacana da Labello é que eles tem uma gama de opções bem variada: proteção, reestruturação, hidratação, S.O.S., cuidados médicos, anti-aging, volume, gloss, proteção solar...

Euzinha, de dia uso os com cores e para dormir, sempre uso algum com cuidados mais intensos. E vc? Qual vai escolher??? (http://www.labello.com/)

Bisous avec Labello

Bianca de Neve

domingo, 4 de abril de 2010

Chuva

Oi, gatinha! Desculpa a demora pra escrever. Mas é que tem sido tão difícil ter um dia livre, que às vezes nem sei o que fazer com tanta liberdade.

Eu sei que vc vai rir quando eu contar exatamente o que fiz, mas eu escutei e chuva... Adooooooooro chuva. De verdade!

Não consigo mesmo entender quem reclama da chuva. O barulho, o cheiro, a sensação...

Quem precisa de TV quando se tem chuva??? É música para meus ouvidos! Quer mais liberdade que isso???

Bise,

Bia (molhada de chuva)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

"A Gente Somos Inútil"

Zinha, entendi tudo agora:

Antigamente, na Inglaterra, não se podia fazer sexo sem o consentimento do rei (a não ser que se tratasse de um membro da familia real). Quando queriam fazer amor, tinham que pedir para o monarca, que lhes entregava uma placa, que deviam colocar na frente da porta de seu quarto enquanto tivessem relações. A placa dizia "Fornification Under Consent of the King". Essa é a origem da palavra "fuck".

;)

Bia

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Salto Alto

Oh, flor, tem uma biba amiga que sempre diz: “Gosto não se discute! Mas mau gosto sim!” ahahahha
Num sei vc, mas num é que eu acho que a bicha tá certa???
Mas eu to tirando a frase típica dessa amiga do fundo do baú porque sempre que vejo uma certa cena, isso me vem à cabeça.
Amiga, vc já reparou como uma mulher que não sabe andar de salto, por mais bela que seja, pode se tornar a pior das criaturas???
Claro que euzinha, com toda a minha feminilidade (cof cof - ahahahahha) não quero impor que todas nós mulheres saibamos usar salto alto como usamos calcinhas! Não, não!!!
Mas pessoa, uma mulher deve saber usar o tal salto e, se não sabe, não deve usá-lo! Porque uma mulher que não sabe usar salto, pode tornar a sua vida um pesadelo.
O que deveria estimular fascínio exalado pelo universo masculino pode transformar a fama de mocinha de uma mulher em a de um ser infame!
Nenhuma mulher precisa saber usar salto alto, muito menos usá-lo 24 horas. Mas, Carol, vc não concorda que, se vc opta por usá-lo, vc deve arrasar???
Apesar de super ajudar uma mulher a ser mais elegante e feminina, salto já não é lá a coisa mais confortável do mundo...
Então eu vou deixar aqui, hoje, neste momento, o meu protesto contra mulheres que não sabem andar de salto alto e andam assim mesmo! Protesto! Protesto! Protesto! Não dá, não vou nem conseguir dormir hoje com aquela visão do inferno na minha frente...
Carol... é... hum... vc sabe andar de salto???
Bia